Páginas

Curta o Balde de lixo no Facebook!

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Nerds e os relacionamentos: O que fazer quando ele trava.

[ATENÇÃO: o texto a seguir tem linguagem imprópria para usuários de computadores que não sabem o que é um sistema operacional. No término do post acrescentarei (ou não) um pequeno glossário com os termos mais incompreensíveis para pessoas que usam Windows 98 e não sabem o que é twitter.]

Há quem diga que os nerds vão dominar o mundo em alguns anos. Outros, no entanto, afirmam que os nerds de hoje em dia, nada mais são, do que pessoas que usam a tecnologia no modo Hardcore. Concordo em ambas, mas não se pode chamar qualquer um de Nerd. Pessoas que usam a tecnologia até na hora das necessidades fisiológicas, mas não sabem de onde o aplicativo do seu smartphone saiu não serão (na minha humilde opinião) considerados nerds e sim geeks (ou posers). 

Fato. (via revistavaras)


Mas o motivo principal desse post não é este. (talvez em outro post eu faça um breve esclarecimento acerca das diferenças entre essas duas tribos). O que eu pretendo escrever de agora em diante é, como lidar com um geek, nerd e até mesmo um poser (por que não?) quando o mesmo encontra-se num relacionamento. Nem sempre o tratamento ideal é o mesmo dado a um Lutador de UFC...

É CIENTIFICAMENTE COMPROVADO que um Nerd é melhor de cama que qualquer outro ser humano com vida social ativa. E não sou eu que digo isso (aliás, não quero falar da minha vida sexual. Isso é um problema muito meu!!), como eu disse ali em cima, foi comprovado.  É como dizem: “nem tudo se resolve com sexo”, mas seria mesmo uma boa idéia se todos os líderes fizessem um ‘tchaca tchaca’ de vez em quando. O Mundo seria um lugar sem guerras e sim com MUITOS MOTÉIS, sem dúvidas.

Mulheres que têm namorados/maridos nerds são mais felizes, pois não há nenhum tipo de traição. A não ser é claro que elas achem que instalar uma versão mais nova do rWindows (é RUINDOWS MESMO) ou do Linux, trocar peças do computador ou atualizar o software do telefone um bom motivo para uma DR. 
Nenhum outro tipo de namorado é tão inocente assim, você sabe onde o seu namorado/marido está, pode não entender metade das coisas que ele está fazendo, mas terá certeza absoluta que NENHUMA VAGINA estará perto dele, exceto a sua.  

(via Estupidez)


É claro que todo mundo precisa de um tempinho só seu... O futebol com os amigos, do ‘happy hour’ pós-lerêlerê etc. Com os nerds também é assim, oras. Deixe-o a vontade para ver o seu anime preferido, discutir no Fórum do Clube do Hardware ou mesmo ler posts inúteis em blogs criados por nerds sociopatas... (ahh *-*) Tirar isso dele é o mesmo que tirar a cerveja na hora do futebol de um marido “comum”. A porra pode ficar séria.

Além do que, se ele sabe a diferença entre Firewire e Firewall, ele também deve saber a diferença entre a sua insatisfação em relação a coisas que realmente te incomodam e das suas insatisfações em relação a coisas que NÃO FAZEM SENTIDO ALGUM. Aliás, para qualquer ser humano do sexo masculino é MUITO mais fácil hackear o Windows pelo bloco de notas do que entender o que se passa com vocês mulheres. Sinto até certa inveja das lésbicas neste ponto, confesso.

O que eu quero dizer com tudo isso é: Se o seu namorado nerd “travar”, existem algumas soluções simples e eficazes que podem dar um “master restore” no manolo e deixar ele novo em folha para mais horas de carinho, amor e muito sexo (não necessariamente nessa ordem ou disposição):
·        
  • Deixe-o instalar o sistema operacional que ele quiser. Todo nerd que é nerd é curioso por natureza. Ele provavelmente vai estar ocupado demais para fazer qualquer outra coisa. (salvo exceções de cunho sexual, obviamente.)
  • Sempre que ele quiser ficar dependurado nos fios de vídeo-games ou emuladores, sinta-se a vontade para acompanhar o processo. Gamers foram capazes de descobrir a cura para um primo de 2º grau da AIDS, jogando. (acreditem!)
  • Nunca (eu disse NUNCA) critique os animes. Sejam eles de qualquer idade. Uma reação em cadeia tão forte aconteceria se a #BIA dissesse que odeia o Jaspion, yu yu hakusho ou que acha o Ichigo ridículo. (e é sério)
  • Sempre que possível, deixe o seu namorado fuçar o seu computador. Ele é um técnico experiente e provavelmente já queimou alguns PCs antes de usar o seu e vai ajudar a auto-estima do rapaz. E melhor, de graça!

Se tudo isso falhar, chame-o para um bom banho, diga que o ama, jogue-o na cama e lhe prepare um sanduíche (não é esse ai que você ta pensando não, seu cretino).  Isso fará com que ele se esqueça das lutas dele com um script de programação qualquer... E a (sua) satisfação é garantida.

(via Google images)


Enfim, acho que minha missão principal foi cumprida. Aposto que metade das mulheres que leram este post (e que não sejam casadas, ou talvez sim) vão querer um nerd pra si. São carinhosos, inteligentes, comparecem (se é que me entendem) e ainda deixam o seu computador novinho em folha!

[Atenção para o Pequeno Glossário:
Geek: pessoa que utiliza a tecnologia desse século em todos os lugares.
Poser: Pessoa que finge ser uma coisa que não é (perfil velho com nome novo. Eu acho)
Firewire: Conexão feita entre cabos ‘firewire’(ah vinni, é mesmo?).
Firewall: Barreira lógica (ou programa) de proteção para computadores.
Master Restore: Basicamente é, zerar a porra toda. Formatar. (não sei se esse vocábulo é valido ou existe, mas eu escrevi num post que é meu, num blog que é meu, enfim) ]




Até o próximo post, modafockers. #V

14 comentários:

  1. Hahahahahaha quedê meu nerd????

    GigiLemonde

    ResponderExcluir
  2. porra, eu me considero nerd, mas não tanto, eu sou a mescla de bully e nerd.

    ResponderExcluir
  3. Sensacional,
    Melhor parte: "Sinto até certa inveja das lésbicas neste ponto, confesso."
    kkkkkk
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. ALGUÉM PODE ME DIZER ONDE TEM UM NERD? KKKKK

    ResponderExcluir
  5. Em fim,sendo nerd ou não,se travar a solução é a mesma:uma boa cama,banho caprichado,uma refeição e uma dose de carinho.
    Nada mudou na relação homem-mulher...

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkkk eu quero um nerd pra mim kkkkkk muito bom o texto #morri

    ResponderExcluir
  7. Falou TUDO!!!

    Sou casada com um nerd e sei o quão maravilhoso é vê-lo esfriando a cabeça com o "mais novo jogo fudidaço do momento" e não num bar com os amigos.

    E ainda querendo ser corno...Pedindo por chifres com todas as letras. kkk

    Nerds são especiais, SEMPRE!

    Bjs pra Bia e pra vc ;)

    Adoro o blog!

    ResponderExcluir
  8. OK!!! ME CONVENCEUUUU!!!!!
    Quero um NERD PRA CHAMAR DE MEUUU!!!
    Taty tombolatto

    ResponderExcluir
  9. Na boa?
    O termo Nerd e a sua real definição estão literalmente se perdendo, as pessoas confundiram aquele garoto(a) que se debulhava nos livros estudando conhecendo aprendendo, e, com os seus jogos para nerds mesmo, pelo simples fato do jogo exigir raciocínio lógico, rápido e sagacidade, o que dispomos hoje é de uma mulecada criada no toddynho (podia ser aquele com sabão lá do sul, assim já limpava geral a mente vazia desta galera) com um pc na unha, um iPhone, iPod, iPhoda... o problema que a mulecada cresce com a informação (ou seria desinformação?) continua e exacerbada ao alcance, mas, não sabem nada... alem de joguinhos, sim jogos que substituíram o seu space in vader pelo Cod MW2 enfim, geração nerd? Não, apenas uma geração com mais dispositivos para se divertirem, não leem um livro, não conhecem nada de música, nada, e não me venha falar que é a tal modernidade, porque tu se mostrará como eles, desprovido de argumentação... AH! mas eles manjam tudo de informatica, e dai? na sua época você manjava tudo de parafusos porcas e ruelas, na sua bicicleta, no motor do carro de seu pai e sabia manejar como poucos o controle do video cassete. Portanto vou repetir, não confundam alhos com bugalhos. Nerd para mim foi uma garotinha de 16 anos que conheci atendendo um cliente, ela sabia conversar de Rimbaud, Russell, Choppin, Stravinsky, politica, politicalha, cult movies de tudo, sem esculachar portanto, nerd é uma coisa, fuçador desinformado outra.
    Abraços Bia e Vinni.

    ResponderExcluir
  10. já estave me esquecendo, não confundamos hackear com crackear...

    ResponderExcluir
  11. Vou esfregar esfregar esse post na cara das minhas amigas que me zoam por eu ser apaixonada por um nerd!

    ResponderExcluir
  12. Ai meu Deus!!!
    Descobri lendo este post que eu sou nerd!!!
    Nunca me dei conta desse fato!!!
    Obrigado por terem me mostrado a luz. rs
    Ótimo post!
    Beijocas ao casal lindo!

    ResponderExcluir
  13. Cuspiu bem, Vinnicius! De repente todo mundo quer ser nerd, a era tecnológica fez isso; os posers se apropriaram do rótulo (como se rótulo fosse uma coisa boa). Temos que separar uns dos outros. Os CDFs são sim a legítima versão brasileira do que os filmes americanos juvenis dos anos 90 chamaram de nerds. Abraço! Valeu!

    ResponderExcluir

Aqui no Balde de lixo voce pode tudo, exceto:
- Xingar (me xingar pode.)
- Linguagem indecifravel.
- Comentários Homoafetivos (se forem bonitinhos eu até deixo)
- Usar de palavreado de baixa categoria para com os franceses (napoleão fica puto)

Divulgue no twitter!!